Há sempre uma palavra para você

Anúncios

StephenAmanhecemos com a triste notícia da morte do físico britânico Stephen Hawking que foi humanamente um grande exemplo de superação, força e genialidade!

Sou fã de sua inteligência e de sua decisão de brilhar apesar de sua doença, e de ser tudo o que pôde, pois seu corpo estava limitado, mas seu cérebro não.

Concordo plenamente com sua frase “não importa o quão ruim a vida possa ser, há sempre algo que se possa fazer e ter sucesso”.

Um de seus grandes propósitos era ter a compreensão completa do universo. Propósito corajoso que o fez grande diante de todos nós.

Em seu aniversário de 70 anos disse: “Olhe para as estrelas e não para os seus pés… seja curioso”.

Até os 8 anos de idade Hawking não conseguia ler corretamente, seus amigos fizeram uma aposta de que ele nunca chegaria a nada. Mas nessa mesma época deram o apelido nele de Einstein, certamente viram algo de melhor nele. Einstein também teve uma passagem errática pela escola. A ironia do mau aluno que se torna gênio se repetiu com Stephen.

Aos 21 anos foi diagnosticado com a doença degenerativa ELA e teve suas expectativas de vida reduzidas a zero. Stephen só se sentiu encorajado a continuar estudando quando conheceu quem se tornaria sua mulher, segundo ele, ficar noivo, levantou seu espírito.

Sua vontade indomável pela física e tecnologia superaram qualquer limitação física e isso fez esse homem ser brilhante como foi. Ele sempre dizia que aos 21 anos ao ter a vida reduzida fez com que todo o resto fosse um presente pra ele. A gratidão o fez viver mais!

Mas pra mim Hauking se equivocava ao dizer: Somos apenas uma estirpe avançada de macacos em um planeta menor de uma estrela muito comum. Mas podemos entender o universo. Isto nos torna muito especiais.

Sim Stephen, somos a criação de Deus, somos muitos especiais!

Concordo com ele em partes quando ele diz: “Há uma diferença fundamental entre a religião, que se baseia na autoridade, e a ciência, que se baseia na observação e na razão. A ciência vencerá, porque funciona”. A ciência comprova tudo aquilo que Deus criou e Deus ama que sejamos curiosos e Ele como um pai ama nos ensinar. Mas não há vencedores entre ciência e religião quando olhamos os dois como meios para nos aproximarmos e nos prostrarmos e adorar o único que é digno de todo o louvor por tamanha criação do universo e de tudo que nele habita.

Lamento profundamente ele dizer: “Deus não é suficiente para explicar o surgimento do universo”. A essa declaração eu deixo o Salmos 19:

“Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos.
Um dia fala disso a outro dia; uma noite o revela a outra noite.
Sem discurso nem palavras, não se ouve a sua voz.
Mas a sua voz ressoa por toda a terra, e as suas palavras, até os confins do mundo. Nos céus ele armou uma tenda para o sol,
que é como um noivo que sai de seu aposento, e se lança em sua carreira com a alegria de um herói.
Sai de uma extremidade dos céus e faz o seu trajeto até a outra; nada escapa ao seu calor.
A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes.
Os preceitos do Senhor são justos, e dão alegria ao coração. Os mandamentos do Senhor são límpidos, e trazem luz aos olhos.
O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas.
São mais desejáveis do que o ouro, do que muito ouro puro; são mais doces do que o mel, do que as gotas do favo.
Por elas o teu servo é advertido; há grande recompensa em obedecer-lhes.
Quem pode discernir os próprios erros? Absolve-me dos que desconheço!
Também guarda o teu servo dos pecados intencionais; que eles não me dominem! Então serei íntegro, inocente de grande transgressão.
Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor, minha Rocha e meu Resgatador!
Eu espero de verdade que esse homem tenha tido tempo de reconhecer o Deus do universo. Que em seus estudos ele tenha visto a inegável mão do Criador e se prostrado à Sua sabedoria.

O Professor Adauto Lourenço um grande físico e servo de Deus disse diante de uma plateia de físicos ateus disse um dia que a ciência comprova a existência de Deus e todos na plateia riram literalmente de sua cara. Quando a palestra terminou um ateu disse pra ele: o que me garante que quando morrer eu vou me encontrar com Deus o criador do mundo como você disse, e o Professor Adauto respondeu: a ciência dá evidências e provas reais, mas só conseguimos enxerga-las com a fé. Sem fé é impossível agradar a Deus, então pela fé eu creio que eu vou encontrar esse Deus que criou todas as coisas e que através da ciência me deixou todas essas provas. O ateu não teve argumentos e saiu da presença do Professor Adauto com uma visível perturbação no olhar.

O Senhor deseja responder às nossas perguntas. Ele deseja um relacionamento tão pessoal e íntimo que caiba questionamentos mas também confiança diante de suas respostas.

 

Será que o Stephen que foi grande, curioso, forte, corajoso, que conheceu no amor a força para viver, não conseguiu reconhecer o Deus de amor que o criou e que esteve sustentando sua vida durante todo esse tempo? Será que esse homem que não ia ser nada diante da apostas de seus amigos e que chegou tão longe, não conseguiu perceber a mão de Deus sustentando sua vida e dando fôlego de vida até ele completar 76 anos?

Que a curiosidade nos leve pra mais perto de Deus, que nossa superação nos leve para mais perto de Deus, que nossa vontade indomável de viver nos leve para mais perto de Deus, porque só em Deus alcançaremos completude, vida plena, alegria para a alma e vida eterna ao lado do único Criador do Universo.

Sem ti, nada podemos fazer Senhor!

Abraços

Andreia

 

Seja livre como um pássaro!

Hoje é dia de abençoar a vida amorosa!

Hoje é dia de abençoar nossas finanças!

%d blogueiros gostam disto: